quarta-feira, 13 de outubro de 2010

EM DIA DE TEMPORAL EM LISBOA


O início da bátega de água, no Martim Moniz.

Devido ao mau tempo, presenciei este eléctrico, a fazer este pequeno troço, em sentido inverso.

E seguia o eléctrico, quando salta a tampa do esgoto.

E mais outra tampa ao ar(água).

O "perito" avalia a situação...

Uns  têm sorte...

De volta a acalmia.

Poderíamos imaginar, o que vai no pensamento deste passageiro, a seguir queda de tanta água.

Sob o olhar atento, do trabalhador da camara, o guarda-freio, tenta desimpedir os carris, para movimentar a agulha e seguir caminho.

A calmaria na praça da Figueira, após o dilúvio, que se abateu sobre Lisboa.

LISBOA NA RUA, de volta à rua, num dia para esquecer, para muitos Lisboetas.

Nos percursos possíveis, os eléctricos passavam sempre cheios.

Em dias assim, até os horários servem de enfeite.

O já  calmo Martim Moniz.


A bonança já instalada.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

ELÉCTRICO RESTAURANTE

Um restaurante que captou de imediato, a minha atenção, na rua da Alfândega. Com um decoração de montra, que nós agradecemos e que não deixa indiferentes, quem por lá passa. 

Em pormenor, este excelente e diferente trabalho, em Lisboa.

ESTILOS DE VIDA

Diferentes estilos de vida, com influências diferentes no meio ambiente.

508 - E O COSTA MÁGICA


580 - NA ROCHA DO CONDE DE ÓBIDOS

Com o navio Costa Mágica.

ELÉCTRICOS DO MUSEU NA LINHA 14

Mais um registo efectuado em S. Amaro, dos movimentos do selécttricos do Museu da Carris.

717 E 744 NA PRAÇA DA FIGUEIRA